Diabetes tipo 2

2014-12-02


O aumento da prevalência da diabetes tipo 2 é um fenómeno preocupante do ponto de vista da saúde pública e do futuro da espécie humana. Segundo a Organização Mundial de Saúde, estima-se que actualmente existam cerca de 180 milhões de pessoas com diabetes no planeta, e que este número duplique até 2030! Trata-se portanto de uma patologia que é um problema epidémico à escala mundial, e com previsões mais pessimistas do que a obesidade.
A glicação e o stress oxidativo são centrais no dano causado pela diabetes. A glicação ocorre quando a glicose reage com a proteína, resultando em produtos finais da glicação (AGEs – Advanced Glycation End products). Um dos AGEs mais conhecidos é a hemoglobina glicada (HbA1c), gerada quando as moléculas de glicose se ligam à hemoglobina no sangue. A análise a este indicador dá-nos uma visão da exposição da hemoglobina à glicose nos ultimos meses, o que confere aos médicos e nutricionistas a possibilidade de verificar os níveis de glicémia a longo termo.
A hemoglobina glicada sofre um decréscimo clinicamente significativo quando os indivíduos se encontram sujeitos a uma dieta de baixa carga glicémica, comparativamente aos que não o fazem.
Foi verificado em animais que a inibição da glicação pode prevenir o dano renal, nervoso e ocular. Em humanos, as terapias que resultam numa diminuição de 1% na HbA1c, estão correlacionadas com uma redução de 21% do risco de qualquer complicação associada a diabetes, 21% de redução da mortalidade associada a diabetes, 14% de redução de enfartes e 37% de redução de complicações vasculares.
Os altos níveis de glicose sanguínea e glicação também produzem radicais livres que induzem dano nas proteínas celulares e reduzem a produção de óxido nítrico (potente vasodilatador). O stress oxidativo na diabetes está também relacionado com a disfunção do endotélio, processo que caracteriza a doença aterogénica.
Uma das melhores formas de gerir a diabetes tipo 2 ligeira e moderada é precisamente a melhoria da dieta e a prática de exercício. Cerca de 30min por dia de exercício moderado combinado com uma perda de peso de 5 a 10% ajuda a prevenir a diabetes, reduzindo em 58% a sua incidência em pessoas de risco.